terça-feira, 4 de outubro de 2016

Há Esperança


Resultado de imagem para imagens de mãos erguidas para o alto

Os momentos de crises e dificuldades são experiências que nos levam a exercitar a nossa fé e esperança de dias melhores. Sem dúvida o mundo está em crise! Basta observar os noticiários para aferir o tamanho e a profundidade da crise que o mundo experimenta. Em época de eleições municipais, cada cidade tem o privilégio de eleger os seus representantes no legislativo e no executivo. Todos querem o melhor para a população já tão desanimada e sofrida pelos duros golpes da corrupção, do descaso com o patrimônio público, dos acordos políticos escusos e de tantos outros trazidos à luz nestes últimos anos. Pois bem! As eleições estão aí em andamento em grande parte do país. Muitos já foram eleitos e outros esperam o segundo turno das eleições. Este processo democrático de eleger representantes reaviva a esperança do eleitor. Porém, saliente-se: a esperança em homens e mulheres, políticos ou não,  muitas vezes  é frustrante. Não podemos depositar toda a nossa esperança no homem, naturalmente corrompido pelo pecado, a menos que estejamos dispostos a entender e aceitar que mais cedo ou mais tarde venhamos a nos decepcionar. A Bíblia relata a história de um homem íntegro e temente a Deus que experimentou toda sorte de provações e dificuldades. Tendo perdido bens e família, manteve-se firme na esperança de dias melhores, sabendo que a sua esperança não estava nos homens mas em Deus. Jó o servo do Senhor, mesmo temente a Deus, transitou em duas situações: ora confiante nas promessas de Deus, ora em crise e lamentos. Alguém porém, lhe dirigiu as seguintes palavras:  “Sentir-te-ás seguro, porque haverá esperança; olharás em derredor e dormirás tranquilo”. Certamente quem se encontrava transitando pelos sentimentos de angústia e desolação ouvir uma sentença como esta sentir-se-ia como um itinerante do deserto que se maravilha com a possibilidade de saciar-se com as cristalinas fontes de águas. Por outro lado, nos deparamos com uma outra sentença:"Mas os olhos dos ímpios fenecerão e em vão procurarão refúgio; o suspiro da morte será a esperança que terão".  Não devemos de forma alguma nos deleitar com a desesperança dos ímpios; antes, devemos exercitar em relação a eles as virtudes mais nobres recomendadas a todo cristão:  amor e misericórdia. Lembremos, finalmente: devemos ter esperança somente em Deus, através de Jesus Cristo, na sua justiça Divina, na Salvação e na vida eterna, na glória de Deus que cumpre suas promessas em sua Palavra. O mundo se apoia nas coisas, nas pessoas e nas estruturas deste mundo nós, porém, nos apoiamos em Deus, crendo que escolhemos a melhor parte. E que Deus tenha misericórdia de nós. Hely