domingo, 23 de fevereiro de 2014

Comunhão e Intercessão do Espírito

"Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza: porque não sabemos 
orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com
 gemidos inexprimíveis" Rm 8: 26


Aqueles que já passaram pela real conversão, certamente, tem conhecimento da maneira maravilhosa como o Espírito Santo operou em seus corações a salvação de Cristo. Ele, o Espírito Santo, desperta e guia os escolhidos de Deus para crerem em Cristo como seu Salvador pessoal, e habita no coração dos crentes, sendo o selo (garantia) da redenção. O apóstolo Paulo, escrevendo ao crentes da Igreja de Éfeso, assim expressou: "em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa; o qual é o penhor (garantia) da nossa herança até ao resgate da sua propriedade, em louvor da sua glória"(Ef. 1:13,14). Conclui-se, portanto, que todo crente em Cristo Jesus tem a habitação do Espírito Santo da promessa em seu coração, sendo o seu corpo o santuário do Espírito Santo. "Não sabeis vós que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo ?" (I Co 5:19). Esta pergunta que o apóstolo fez aos crentes da igreja de Corinto tinha por finalidade reafirmar o fato de que o Espírito Santo habitava em seus corações e, portanto, deveriam viver essa realidade. É bem verdade que as Escrituras Sagradas, ainda, nas palavras do apóstolo Paulo quando escreveu aos crentes da igreja da Galácia afirma: "Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito conta a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que porventura seja do vosso querer"(Gálatas 5:17). Isso quer dizer que há uma luta travada e o que são opostos (carne/Espírito), por natureza contrários, jamais poderão ser conciliados. Assim, como crentes no Senhor Jesus, cabe-nos procurar conhecer qual a vontade do Espírito Santo de Deus e, em submissão, guardar no coração a Palavra de Deus, observando-a em amor. Só assim, poderemos experimentar a doce comunhão do Espírito. E que Deus tenha misericórdia de nós. Pb. Hely