sábado, 20 de julho de 2013

Com quem podemos contar?

Com quem podemos, de fato, contar?
2 Timóteo 4.17-18
                        
                   Embora o apóstolo Paulo, de certa forma, pudesse contar com algumas pessoas que o auxiliavam diretamente em seu ministério e em algumas particularidades de sua vida comum, a única Pessoa com quem o apóstolo, certamente, podia contar era com Cristo. Suas experiências o asseguravam disso. Para ele, Cristo era o Amigo infalível.
                   Segundo o testemunho paulino, o Senhor o havia assistido e revestido de forças (v.17). Com certeza, isso deve ter ocorrido naqueles momentos em que ele mais precisava. E foi mediante essa assistência e força concedida pelo Senhor que Paulo cumpriu sua missão cabalmente, a de pregar a Palavra de Deus. Ou seja, sendo ele o missionário apostólico dos gentios, como nós o conhecemos, seu público alvo foi alcançado com a pregação do Evangelho de Cristo. E mais, por intervenção Divina, diz-nos o apóstolo Paulo que ele estava recebendo livramentos incríveis (v.17); ou seja, muito provavelmente, Paulo estava sendo protegido de cair nas mãos de imperadores cruéis de sua época.
                     Para aqueles que pensam que as convicções e certezas do apóstolo param por ai, se enganam! Paulo continua testificando que da parte do Senhor, o seu Amigo Fiel e Leal, ele iria desfrutar de outros livramentos, agora os livramentos seriam de outra natureza, ou seja, natureza espiritual, invisíveis sim, porém, reais e perigosos como os demais, ou seja, de toda obra maligna. Ou dos intentos malignos que se levantam contra todos e toda obra de Deus na terra. Satanás é o opositor frontal da igreja de Cristo. Mas a igreja, a despeito dele, não para. Ela continua avançando pela face da terra sem detença e o inimigo jamais a impedirá de cumprir com a sua missão na terra – levar as boas novas de salvação aos que estão nas trevas do pecado. O inimigo de nossas almas sabe que não nos pode deter, mas, ele não para de tentar encontrar uma forma, um jeito de nos fazer desistir de tão grande comissionamento – o de testificarmos de Cristo onde estamos. Ao encerrar suas narrativas de convicções, o apóstolo Paulo nos diz que o Senhor o levaria, como já o levou, para o Seu Reino Celestial. É isso o que acontece com aqueles que contam, confiam, dependem e esperam no Senhor. Eles serão finalmente compensados com a graça da salvação. Vale a pena podermos contar com Cristo em nossa jornada cristã, Ele nunca nos decepcionará! A Ele, portanto, toda honra e glória!
Rev. Israel Domingos Pereira
Pastor titular da Igreja Presbiteriana União em Goiânia,Goiás, Brazil