terça-feira, 6 de agosto de 2013

É possível agradar a Deus?

Agradar a Deus... Seria isso possível aos pecadores? 
Partindo do pressuposto bíblico de que somos seres imperfeitos, falhos e totalmente contaminados pelo pecado, como podemos nessa condição querer agradar a Deus uma vez que Ele é: Santo, Soberano, Sublime e Majestoso? A princípio, pode-se pensar que isso seja algo impossível, afinal, as revelações bíblicas ao descreverem sobre o homem (criatura) e Deus (o Criador), mostram-nos que isso por si só, já seria o bastante para nos colocar numa condição de disparidade extrema em relação a Deus. E mais, precisamos considerar que o pecado em nós agrava ainda mais a situação, pois é ele o elemento único que distancia e bloqueia nosso relacionamento com Deus que é Santíssimo. A história da humanidade seria muito pior e triste se ela parasse por aqui. Afinal, não fomos criados por Deus para outro propósito senão o de, principalmente, vivermos na dimensão de um profundo e contínuo relacionamento com Deus - o Criador e Senhor do universo. Porém a boa nova revelada conforme os escritos das Páginas Sagradas é que a realidade da humanidade caída não para por ai não. Mesmo com a inserção do pecado, nada, nem mesmo o pecado com todas as mazelas e tristes consequências não puderam frustrar o propósito eterno de Deus que era ter comunhão com o homem. É por essa razão que não faltam instruções na bíblia sobre o COMO devemos agir neste particular. Foi o próprio Deus quem encarregou de nos instruir. Ou seja, se é possível ao homem agir de modo agradável a Deus ou se estamos preocupados em querer agradá-Lo. Precisamos nos orientar pela palavra. É nela que encontramos, por exemplo, o salmista dizendo a despeito dos demais atos religiosos: “Oferece a Deus sacrifícios de ações de graças e cumpre os teus votos para com o Altíssimo; invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás. O que me oferece sacrifício de ações de graças, esse me glorificará; e ao que prepara o seu caminho, dar-lhe-ei que veja a salvação de Deus” (Sl. 50. 14, 15 e 23). No Novo Testamento pode-se encontrar a seguinte passagem (Tg. 4. 4-10). Leia essas porções bíblicas, medite e tenha a intenção de ser e agir de modo mais agradável a Deus. Que Ele nos ajude! Rev. Israel Domingos Pereira - Pastor da Igreja Presbiteriana União - Goiânia, Goiás, Brasil.