segunda-feira, 3 de junho de 2013

O Propósito de ser Igreja

"Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus." Efésios 2:19

                                                A Igreja do século vinte e um tem vivido dias de muita confusão. Destoou-se de seu rumo, perdeu o seu propósito, desviou-se de seu alvo. Já não há mais uma definição clara para o termo "igreja". Muitas se tornaram dirigidas pela tradição. Outras, por programas. E ainda, não poucas, se tornaram empresas com o objetivo único de "fazer dinheiro" para aqueles que "dela vivem". O entretenimento e não o Evangelho tem sido o foco. Deixou de ser teocêntrica e tornou-se antropocêntrica. Sai Deus e entra o homem! 
                                            Curas, milagres, libertação, prosperidade e tantos outros termos têm sido os "slogans" de muitas denominações. A cruz desapareceu por completo das pregações; isso quando há alguma pregação, pois o que se percebe, na grande maioria dos casos, são palestras motivacionais ou alguma espécie de "mantra gospel". 
                                             Os "crentes" já não são tão crentes assim. Afirmam crer em uma coisa e vivem outra totalmente oposta. Fé e vida prática já não andam de mãos dadas. Termos como compromisso, discipulado, entrega, fidelidade, intimidade com Deus, já se tornaram praticamente desconhecidos desta geração. 
                             Sendo assim, diante de tudo isto, e muito mais, urge a necessidade de DESCOBRIRMOS O PROPÓSITO DE SER IGREJA. Qual nossa real identidade. De onde viemos? O que estamos fazendo aqui? O que se espera de nós? Para onde estamos indo?

                                             No texto em destaque, Paulo afirma aos cristãos de Éfeso quem agora eles realmente eram em Cristo: "concidadãos dos santos...Da família de Deus". Neste sentido, cremos que Deus tem convocado para junto e si um povo que busque e viva o verdadeiro propósito da igreja. Convidamos você a "embarcar" conosco nesta sublime busca de nossa real identidade. 
Rev. Kleiber Morais
_________________________________________________________________________________
Extraído do Boletim Informativo da Segunda Igreja Presbiteriana de Goiânia/Goiás/Brasil - nº 40 de 28/04/2013